HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

Arquivo para maio, 2009

A dor que não tem nome.

Vou começar plagiando o título de um livro que inclusive eu ainda não li; mas o título me fez pegar a “carapuça” pra um monte de coisas que giram em minha cabeça cumprindo a harmonia do caos. É! Parece brincadeira, mas a quântica já provou que até o “caos” tem a sua própria ordem… Pasmem! =)
Muito embora, mesmo sabendo disso, bato na tecla de que “ter” o conhecimento é bem diferente de saber “aplicá-lo”; principalmente quando você é o figurante principal desse show.

“an eye for an eye only ends up making the whole world blind.”
Olho por olho só finda tornando todo o mundo cego.

 

Já não reporto a algum tempo justamente aguardando os resultados das minhas muitas tentativas. Como todo portador de doenças raras, incuráveis; creio que a “esperança” nos lança numa busca inconstante e desenfreada; como cobaias que sentem já não ter mais nada a perder… Nessa linha de pensamento qualquer benefício é lucro!
O inconveniente, que não deixa de ser uma bela lição de paciência, é que todo processo de mudança que hoje sob circunstâncias como a minha requer certo tempo para se manifestar em soluções… e do jeito que eu sou… meio São Tomé mesmo… “ver para crer”… só falo quando for certeza no crivo da minha razão.
Entretanto há situações que merecem ser expostas desde agora… Reforçando meu apoio à Campanha Sangue que Cura. A minha melhora com a Auto-Hemoterapia é indiscutível. Já havia retornado às aplicações desde que retornei ao Brasil e por último (por conta própria) estava ministrando 10 ml de 5 em 5 dias. Estou subindo para os 20 ml de 5 em 5 dias. Já viciei! Quando não uso da aplicação fico de cama. Reporto os resultados da experiência com os 20 ml em algumas semanas.
Descobri que “meu sangue” é mesmo um santo remédio, muito embora o MEU em particular necessite de uma boa desintoxicação. =) Suspendi todo e qualquer antibiótico. Jurei não tomar mais nenhuma droga que não vai fazer efeito algum mesmo! E estou me preparando psicologicamente para entrar num hábito de vida quase que macrobiótico. Mas essa eu relato com calma depois! Só sei que vou sofrer com muitas abstinências á princípio; vai ser como desintoxicar drogado… CRUZES! Mas é verdade! O negócio é que acredito no que estou fazendo, por isso TUDO se torna mais suportável. Lembrem-se de que a fé move montanhas!
As dores da alma são maiores do que as dores da carne, da matéria e manter sua mente equilibrada num mundo doente, solitário, que gira em torno da sua DOR não é uma tarefa fácil. Entretanto, creio que tudo é uma questão de “EU”. Se não a cura, então um paliativo, ou a simples administração adequada da sintomatologia, como fazem os aidéticos, os hemofílicos, os diabéticos e por aí vai… Estar no CONTROLE agora é a minha meta, claro que ainda sonhando com a CURA, mas… agora com os pés mais firmes, concretizando e aceitando os benefícios que estão ao meu alcance a fim de me promover com uma melhor qualidade de vida, enquanto eu a tiver.

“as emoções comandam seus pensamentos e criam suas vibrações que por sua vez mudam a sua realidade.”

Só chegaremos até onde desejarmos ir. Só podemos nos tornar extraordinários se realmente desejarmos ser. Só poderemos viver plenamente quando assim o quisermos, porque meios sempre existirão, basta encontra-los.
Enfatizo algo que já disse antes nas palavras de George Bernard Shaw: “há pessoas que vêem o mundo como ele é e perguntam: por quê? E há pessoas que pensam o mundo como poderia ser e perguntam: por que não?”
Ah! Fiz mais tatoos! =) Pura satisfação do meu EGO!
E já respondendo aos curiosos; a tinta não interfere com a minha HS não,só não me perguntem cientificamente porquê, porque eu também não sei responder! Mas, contra fatos não há argumentos, certo? =) Acho que vou ficar um dia toda tatuada! Kkkkkk
Outra tentativa paliativa é a remoção definitiva dos pêlos, mas ainda estou em fase experimental… reporto resultados em alguns meses…
Outro assunto que quero abordar: me questionaram a pouco tempo por que exponho a minha privacidade na net… Bem, respondendo francamente… me faz bem a idéia de acreditar que nenhum homem pode auxiliar outro sem que esteja assistindo a si mesmo. Ás vezes me soa até de certa forma um pensamento egoísta, mas prefiro conceber que faz parte das leis de causa e efeito que regem o universo. É o livre arbítrio na maior de suas extensões materializado e por que não dizer das leis de Deus!
Me conforta, aplacando essa “dor que não tem nome” saber que posso servir e ser útil, com meu testemunho no auxílio de outros que sofrem deste mesmo mal. Eu os conheço e sinto suas dores mesmo sem saber os seus nomes e por isso também sinto desde as suas esperanças, expectativas e medos, muitas vezes solitários. Me faz bem poder dizer-lhes que estes não estão sozinhos. EU faço parte desta tribo. Como, respiro e vivo ela com toda a dignidade que posso, por isso sinto que expor essa privacidade me é uma honra de sinceridade da qual só tenho do que me orgulhar desde que meus relatos consigam aplacar de pelo menos UM essa tal “dor que não tem nome”.
Pensem positivo! Cuidado com as vibrações mentais. Como diz um primo meu: – não é saudável ficar doente! =) kkkk Então se cuidem e fiquem com as bênçãos de Deus!
Cheers, Roberta Achy.

%d blogueiros gostam disto: