HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

“Cobaia de Mim Mesma”

Uma razão para continuar a viver
(A DOENÇA INVISÍVEL)

Nos últimos meses de 2004, meu mundo se transformou para sempre.
Foi o início de uma série consecutivas de lesões corporais e dores crônicas, todas aparentemente sem lógica alguma. Inclusive para as equipes médicas às quais me submeti. Nesta época eu residia nos Estados Unidos e procurei por auxílio especializado em Mesquite, Richardson, Parkland Hospital a até Baylor… Sem falar nos consultórios de especialistas particulares como a Hamptom Clinic. Exames e mais exames e os resultados nunca apresentavam qualquer diagnóstico conclusivo.

Com muita boa vontade Divina e com o auxílio de meu marido, na época do ocorrido, fui diagnosticada portadora de HS (Hidrosadenite Supurativa) e Ictiose. Duas doenças raras, auto-imunes e avaliadas mundialmente pela área de saúde como incuráveis.
Foi então que me ocorreu que eu seria um grande peso para todos, que por qualquer razão do destino, eu arruinara a minha vida e a das pessoas a minha volta.

 Por que não morrer, pensei angustiada, e poupar a todos um monte de problemas? Tinha vergonha de mim mesma e da imagem que via no espelho. Não me reconhecia mais. Ao mesmo tempo em que aguardava ansiosa por uma visita amiga com quem pudesse desabafar; fugia do mundo e ficava ali deitada, vegetando, olhando para as paredes, imaginando o futuro incrédulo.

Quando por fim, já dopada de muita medicação, eu adormecia. Eu me via limpa de novo, fazendo amor, correndo, representando a minha arte, trabalhando, próxima a família e aos amigos. Ao acordar percebia que nunca mais faria nada daquilo novamente. Estava apenas ocupando espaço neste mundo.

Um dia então meu marido entrou no quarto, fitou-me os olhos e disse: – Essa enfermidade veio parar na pessoa errada. Não importa o que aconteça você continua sendo você e eu a amo e estarei contigo até o fim, seja ele qual for! Mas tenho certeza de que ela jamais lhe derrotará.
Foi quando percebi que no fundo eu não queria desistir, que eu queria voltar a ter uma vida normal e que a crença dele de que eu poderia ser a “mulher maravilha” era mais forte do que a que eu tinha de mim mesma.

Uma enfermidade como a minha muda bruscamente um casamento. Adéquam-se as formas de se relacionar, mas também intensifica o sentimento que já existia. Disse a ele uma vez: – Isso está muito além dos votos do casamento: “na saúde e na doença”. Ele disse: – Eu sei! Mas continuo te amando apaixonadamente exatamente da mesma forma quando te vi pela primeira vez descendo saltitante, afobada por aquelas escadas, naquele posto de gasolina tarde da noite… Você continua tão linda e fascinante quanto naquele dia e desde então eu quis me consagrar teu cavalheiro e assim será até que Deus nos permita, porque a amo.

Mas a sensação de impotência era difícil de suportar.

Por inúmeros motivos decidi, a contra gosto do meu marido, retornar ao Brasil. Minha filha era a única fonte de vida que mantinha a minha esperança acesa nessa altura dos acontecimentos. Já havia me submetido a inúmeros tratamentos e aproximadamente 8 cirurgias. Um dia estava acamada e ela se aproximou de mim e disse: – Mamy, eu não tenho vergonha de você. Ás vezes você não pode andar, ás vezes nem pode me levar à escola, mas você ainda pode sorrir e você é minha mãe. Você vai ficar boa, não vai?

Creio que foi a primeira vez depois de muito tempo que dei boas risadas; e prometi a ela que eu iria ficar boa novamente sim e que passearíamos juntas, lindas e orgulhosas!

Dos Estados Unidos ao Brasil, nenhum tratamento surtia efeito positivo. Por “n” frações de segundos já desejei que um gênio da lâmpada mágica me fizesse desaparecer.

Mais ou menos nessa época tive conhecimento de um procedimento médico altamente criticado e condenado pela Sociedade Brasileira de Medicina, cujo Doutor responsável pela divulgação de uma técnica conhecida por Auto-Hemoterapia estava sendo excluso da profissão por ter seu CREMEB anulado.
Preparei-me então para o desconhecido, que é a fonte de todas as possibilidades. Fiz pesquisas profundas, passei a dominar ao máximo em termos de conhecimento tudo que pudesse me atingir e decidi que as vantagens psicológicas das tentativas superariam qualquer risco físico. Iniciei os procedimentos conforme instruções do Dr. Luis Moura e os resultados positivos me deixaram tão entusiasmada que a palavra “incômodo” deixou de existir no meu dicionário.

Consegui fazer breve contato com a equipe do Dr. Luis Moura e muito embora o que me foi reportado não tenha sido muito animador, eu estava decidida que queria voltar a viver, em letras garrafais, maiúsculas, douradas, cravejadas de diamantes com todo o seu esplendor, como diria Arnaldo Jabor.
Eu já tivera algum êxito, mas pelos relatos do Dr. Luis Moura não havia em seu histórico um único caso de cura para a minha enfermidade. Ele disse sim que eu poderia controlar os sintomas enquanto fizesse uso das aplicações, mas cura… Ele sentia muito, mas não poderia ser categórico nesse prognóstico.
Certo dia, absorta em uma das minhas muitas leituras deparei-me com um texto que dizia assim: “o melhor professor seria aquele que não detém o poder nem o saber, mas que está disposto a perder o poder, para fazer emergir o saber múltiplo. Nesse caso, perder é uma forma de ganhar e o saber é recomeçar.” (Affonso Romano de Sant’Anna)

6 longos anos acalentando o inimigo é tempo suficiente para conhecer algumas de suas particularidades; e depois de ter sido cobaia de quase todos os tratamentos imagináveis prescritos por doutores e cientistas, sem sucesso, decidi tornar-me cobaia de mim mesma.

A princípio assusta porque meu conhecimento adquirido na área de saúde advém da minha curiosidade e particularmente sou autodidata. Sou designer por formação.

Mesmo assim, descobri que a fé ás vezes é mais forte que muitas certezas. É a força invisível capaz de destruir grandes dogmas já estabelecidos na história da humanidade. A receita que decidi executar trata-se de algo inédito por nunca ter sido tentado em qualquer ser vivo. Pelo menos não há qualquer registro histórico deste fato que eu tenha encontrado.

Creio que é fácil imaginar o receio, o temor, o medo dos que próximos estiveram a mim e as dificuldades que tive que transpor para executar os meus propósitos…

Fui tachada de louca, insana, irresponsável, inconseqüente, charlatã, entre outros adjetivos mais agradáveis. Mas a minha crença baseada nos meus conhecimentos e na metodologia que descrevo foi mais forte que os poucos aplausos que guardei. A experiência que titulo “Cobaia de Mim Mesma” ainda não chegou ao fim; mas com as graças e as bênçãos de Deus tenho mais certeza a cada dia que passa que agora comecei a escrever a história do meu sucesso, porque já me sinto livre dessa prisão!

download do arquivo em pdf contendo relato da experiência:
Relato-Experiencia

13 Comentários»

  helida wrote @

fique muito emocionada c/ seu relato gostaria de saber se auto-hemoterapia fez efeito na hidrozadenite-suporativa, pois soufro bastante c/ esta doênça.

  Nardi wrote @

Tenho 19 anos, tenho essa mesma doença, e n sei muito sobre ela, estou passando por uma crise nas axilas. To sentindo muita dor, n consigo nem trocar de roupa sozinha.. Queria muito conversar com vc, trocar experiencias…
Talvez vc possa me ajudar, me dá algumas dicas?

me add nardysilva@hotmail.com

  Leocádio wrote @

A auto- Hemoterapia tem a função de aumentar a nossa Imunidade contra Infeccões.
No nosso caso ela não e a cura porque a Infecção é provocada pela obstrução do ducto glandular. Já to cansado de ver que é o suor que provoca a obstrução da glandular, mas quando eu malho é que melhora e muito.
To dando uma estudada para saber que Hormônio pode obstruir a glandular. Quem sabe não é por ai.
Sim a contidade que vc toma é 20ml mas essa é para casos muito gravis. Vc tem que aplicar nas nadegas deixando assim os dois lados doloridos. VC já leu que tanto faz 5,10 ou 20ml que a contidade de macrófagos e o tempo que dura são os mesmos. assim vc pode aplicar 10ml em um lado e deixar o outro descansar, ate a outra aplicação.

  beiachy wrote @

Olá Leocádio
O senhor diz: “VC já leu que tanto faz 5,10 ou 20ml que a contidade de macrófagos e o tempo que dura são os mesmos.” Mas essa informação está errada. Faz diferença sim, principalmente da forma que eu ministrei, diferente da prescrição dada pelo Dr. Luis Moura. Cheguei a 140 ml de sangue, sendo que aplicados 20 ml diários… Em outras fontes que vou dispôr mais tarde tenho relatos de FATOS onde já foram aplicados até 80 ml em 150 pacientes antes de cirurgias e todos os casos tiveram sucesso… Explico melhor no próximo post ou te encaminho um email com toda a matéria… À propósito, sinto como você… Quanto mais eu malho e o suor escorre, mais alívio tenho! Acredito que os efeitos hormonais estão mais diretamente ligados à obstrução dos ductos! Qualquer progresso em suas pesquisas, por favor me informe. Mantenha contato. Somente expondo e discutindo chegaremos a algum lugar… De qualquer maneira, leia o relato em pdf de como administrei minha experiência; até porque os resultados que obtive não foram atingidos exclusivamente com o uso da auto-hemo… Mas sim de um conjunto de ações que em mim funcionaram bem… Grata pela atenção! Um forte abraço, R.

  Marcelo Fetha wrote @

Carta de Tanya Bernard (USA) em apoio ao Dr. Luiz Moura

REPASSADO AO CFM, VICE-PRESIDENCIA DA REPUBLICA, TODOS OS SENADORES, DIVERSAS AUTORIDADES E PESSOAS DA MINHA LISTA DE CONTATO. (por favor repassem a todos os seus contatos):

Tanya Bernard, Licensed Nutrition Consultant, Medical Research Consultant, USA

Tradução online via Google:
http://translate.google.com/#

Prezada Tanya
Muito obrigado por sua carta magnífica de apoio do Dr. Luiz Moura.
Estamos encaminhando para as autoridades no Brasil.
Saudações do Brasil
Marcelo

Tanya carta em apoio do Dr. Luiz Moura

Para quem isto diz respeito,

A saudação acima comumente usados deve realmente ler “Por favor, acorde agora, esta diz respeito a todos!”. Como praticante profissional de saúde autorizado nos Estados Unidos, fiquei horrorizado quando foi trazido a minha atenção que o CFM pretende revogar a licença médica do Dr. Luiz Moura, simplesmente porque ele tem, fora da compaixão e pura bondade de seu coração, compartilhou seu conhecimento e grande riqueza de experiências sobre o tratamento que a auto-hemoterapia é incrível!

Auto-hemoterapia tem sido usada em muitos países, há décadas, porque ele tem uma excelente segurança e eficácia. Hoje, ele está sendo usado em muitas formas diferentes, aqui nos Estados Unidos — novamente, sem nada, mas os resultados estelares! Brasil e o mundo em geral, é extremamente feliz por ter alguém como o Dr. Moura, que tem vasta experiência com esta terapia, tais — e para isso, ele pode ser “recompensado” por ser destituído de sua licença para praticar medicina? !

Eu fui introduzido primeiramente à auto-hemoterapia, há vinte anos por um casal de médicos alemães que estavam apresentando as informações em um seminário médico me atendeu. Embora eles descreveram a sua altamente eficaz qualidades de reforço imunológico, não foi até me deparei com muitos vídeos incrivelmente informativo produzido pelo Dr. Moura, que tomou conhecimento de todo o seu alcance e as capacidades — trata uma multiplicidade de situações graves! Por acaso me deparei com um vídeo com uma imagem de um cavalheiro amável, procurando no You Tube com o título de “Auto-hemoterapia”. Eu assisti a primeira partida em cerca de 11:00 e, com grande interesse, eu continuei assistindo um após o outro e eu ainda não havia terminado até muito tempo depois do nascer do sol — Eu tinha visto cada um na série de mais de 50 e era muito tomado com a informação ea “coração” que foi colocado em produção este incrível!

Eu respeitosamente sugiro que você faça o mesmo (ver anexo vídeos) como o tempo está se esgotando e que deve haver um grande esforço para inverter a dinâmica que existe actualmente para não estragar só a vida profissional de um homem que tem a capacidade de ajudar a muitos mais pessoas, mas também para destruir a reputação desta terapia e evitar a sua utilização por cada pessoa que opta por utilizá-lo. Por favor, pergunte-se por exemplo está sendo feito isso? Quanto mais se pode pedir de um ser humano? — Dr. Moura tem compartilhado seu conhecimento de um tratamento praticamente sem custo que tem a capacidade para ajudar cada homem, mulher e criança no planeta.

Nesta vida, é fácil sentir-se e exercer o poder de alguém por ser destrutivo, é muito mais surpreendente para exercer o poder de alguém por ser construtivo! Por favor, use seu poder para criar a realidade que garante status merecido o Dr. de Moura como uma prática profissional médica e ainda apoia os direitos de todas as pessoas de forma livre e justa auto-hemoterapia acesso.

Obrigado!

Tanya Bernard, consultora de nutrição Licenciado, Consultora de Pesquisa Médica, E.U.A.

Por favor, BAIXE o PDF com o conteúdo da carta para enviar a seus contatos:

http://autohemoterapiabrasil.ning.com/profiles/blogs/carta-de-tanya-bernard-usa-em

http://pdfcast.org/pdf/autohemoterapia-tanya-bernard-apoia-dr-luiz-moura

  Tales A. Mendonça wrote @

É, realmente muito interessante e temos muitas “figurinhas” para trocar :), no meu caso foi algo parecido com o “Caso de Baijamim Buton”. Nasci com vários problemas e digamos aos 23 anos, comecei a desfrutar e a experimentas coisas da vida que não podia antes.

Grande Abraço!

  INGRIDE NUNES wrote @

qual a agulha certa para aplicaçao da AH pq tenho tido hematomas horriveis me ajudem

  Olivares Rocha wrote @

Ingride, procure as da marca BD referendada em estudos do Inmetro capitaneados pelo Fantástico da Globo – tá no youtube. Agulhas 27×5 e seringas de 5 ou 10 ml, conforme o caso, em injeção profunda intramuscular, com imediata compressaõ local após a retirada da seringa da veia e do musculo, para evitar extravazão do sangue sob a pele, o que ocasiona o hematoma. procure verifiar se quem te faz, está seguindo os procedimetos certos, de forma segura e asséptica. Observe o volume máximo de 5ml nos deltóides, sem tem braços não muito finos, e de 10 ml em cada glúteo. As agulhas apresentam chanfros no bisel (bico) quando de má qualidade ou com defeito, que podem causar trauma no músculo e pele na hora de penatrar e/ou tirar da veia ou músculo – entre e sai arranhando.
Enfim, fazer a Ah com segurança, técnica, pessoa capacitada e material adequado. Em minha família somos 5 fazendo há 4 anos em média. Já se foram mais de 1000 aplicaçoes de AH sem qualquer complicação. Só saúde. Vez por outra um ou outro hematoma do tamanho da unha do dedo mínimo, e só… Boa sorte. E saúde

  isabella wrote @

faco auto hemterapia a quase 2 anos-estavo muito mal moro na italia fui fazer exames de tudo os medico encontraram um mestase no figado mais nao era esse meu mal caia perdia cordenacao motora tinha panico dor en tudo insonia da 20 anos hepatite c
fumavo nao conseguia parar ero muito nervosa fui no brasil e comecei o tratamento e ai minha vida mudou hoje to quase curada o figado sumiu a mancha parei de fumar a 10 meses nao tenho mais insonia nen dor sindrome do panico desapareceu eu agradeco a deus e ao dr. moura por ter me ajudado a ter uma vida de novo tenho 46 mais me sinto como 20 obrigado recomendo a todas as pessoas que sofrem tem uma salvacao acreditem isabella

  helida wrote @

soufro demas c/ esta doença hidrosadenite e polimialgiarealmatica, gostaria muito de saber se auto-hemoterapia fez augun efeito nas doença que citeie.

  beiachy wrote @

Olá Helida
Sinto pela sua dor. Acredite que eu a conheço na “pele” literalmente falando! Sei dos dessabores de se conviver com a HS (Hidradenite Supurativa) mas desconheço a outra da qual você mencionou! Sinto também lhe alertar que ainda desconheço uma CURA para a HS. Aqui mesmo nesse site testemunho que a Auto-Hemoterapia ( com sua função sublime de aumentar a imunidade do nosso sistema) conjunta com uma alimentação adequada e exercícios físicos foram os responsáveis pela

minha melhor condição lidando com esta enfermidade. Mas mesmo a equipe do Dr. Luiz Moura não pode me reportar um caso de cura para a HS. Soube
recentemente de um livro lançado nos Estados Unidos de uma norte americana portadora da doença que diz ter se curado. Vou obter algum exemplar para averiguar do que se trata e depois postar qualquer novidade. Escute querida, já me enveredei por diversos tratamentos químicos, diversas cirurgias, e também vivo tendo recidivas, creio eu sempre atreladas a períodos hormonais ou abalos emocionais! Nossa, isso até rimou! =) Mas fato é que mesmo não sendo capazes de fazê-la desaparecer, somos capazes de administrar os seus sintomas e voltarmos a ter uma vida social perto do que chamamos normalidade… Sei que é difícil e eu mesma ainda estou no meio do caminho, mas continuo acreditando em Deus e na sua justiça e misericórdia Divina. Então creia meu anjo que se o desafio se apresentou é porque somos perfeitamente capazes de vencê-lo! Lhe aconselho sim a fazer a Auto-Hemo, porque ela irá aumentar a sua imunidade e isso vai fazer uma grande diferença em como seu corpo vai reagir ao controle da doença… Leia mais a respeito, pesquise, sinta confiança e FAÇA! Se precisar conversar, estarei aqui! Um forte abraço e boa sorte! Roberta

[…] da minha experiência em encontrar as minhas soluções na Auto-Hemoterapia nesse endereço aqui: https://hssuffer.wordpress.com/2010/03/03/%E2%80%9Ccobaia-de-mim-mesma%E2%80%9D/ E nesse outro é um arquivo *.pdf relatando toda a experiência que fiz! […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: