HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

Para liberar alimentos em 2014, governo fiscalizou duas bananas

banana

 

por Walter Medeiros

A Folha de S. Paulo deste domingo veicula matéria denunciando que “Sem controle, alimentos circulam no país com agrotóxico irregular”. Segundo a reportagem, “É quase certo que a fruta, o legume e a verdura que chegam atualmente à sua mesa não tenham passado por nenhum controle rígido dos níveis de agrotóxicos”. Para ter uma ideia do descaso governamental, a a Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais), em São Paulo, que é o maior armazém comercial da América Latina, por onde passam cerca de 30% de toda a produção nacional de alimentos atualmente, durante todo o ano de 2014, segundo documento do Ministério da Agricultura, só duas amostras de bananas foram coletadas ali para monitoramento.

É assim que é tratada a saúde dos brasileiros, pois a Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) é a responsável por analisar se a quantidade de agrotóxico presente no alimento é tóxico para o organismo humano. Segundo a Folha, resta aos cidadãos tomar providências como Lavar os alimentos em abundância e retirar a casca; usar vinagre ou desinfetante específico para alimentos a fim de matar os micro-organismos; bem como – A melhor saída – procurar conhecer a procedência dos alimentos e, se possível, comprar produtos orgânicos.

Pois é esta mesma Anvisa que age de forma estapafúrdia com relação ao uso da auto-hemoterapia no Brasil, proibindo a sua prática nos serviços de saúde. Em nota completamente contestável, a proibição do uso desta técnica aconteceu em março de 2007, como se houvessem bases para duvidar do tratamento que há quase duzentos anos vem tratando e curando doenças sem efeitos colaterais. Pois para surpresa geral, depois de proibir o uso da técnica, a mesma Anvisa resolveu fazer consulta sobre o assunto ao Conselho Federal de Medicina – CFM. Este, por sua vez, emitiu meses depois, em dezembro de 2007, um parecer tendencioso e incompleto, para proibir o seu uso pelos médicos. E assim a população brasileira e os profissionais de saúde, em particular, estão esse tempo todo à mercê de um órgão que comprovadamente não vem cumprindo corretamente as suas funções e obrigações.


Fontes de Referência:
http://www.rnsites.com.br/imunoterapia.htm

http://www1.folha.uol.com.br/

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: