HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

Grande bazófia do Conselho Federal de Medicina

arrogancia3— Walter Medeiros – waltermedeiros@supercabo.com.br

Em meio a milhares de mensagens postadas no Portal Médico, do Conselho Federal de Medicina – CFM de internautas mostrando que fazem uso da auto-hemoterapia e que a técnica é eficaz no combate e cura de doenças, além de aumentar a imunidade dos usuários, uma nos chamou atenção. A de Rosa Batista, publicada no dia 12.10, às 09:34 h, que afirma: “Se o conselho insiste em não reconhecer a eficiência, que divulgue em que está baseado. Pois contra fato não há argumento…!!!”.

Ao ler a mensagem resolvemos retornar ao texto do CFM que tem o título “CFM reforça que auto-hemoterapia não tem eficácia comprovada”, publicado no dia 27 de Fevereiro de 2015, às 12:47 h. Conforme observa a internauta, a matéria diz que “O procedimento da auto-hemoterapia não tem efetividade científica comprovada e pode trazer danos”. A afirmação de que não teria efetividade comprovada já está mais do que desmentida, pois todo dia surgem depoimentos e mais depoimentos mostrando que a técnica funciona. E quanto à afirmação de que “pode trazer danos”, caberia ao CFM indicar que danos, pois faz quase duzentos anos que a auto-hemoterapia é usada e nunca foi mostrado nenhum dano causado pelo seu uso.

Mais patético ainda é o texto dizer que “O alerta é do Conselho Federal de Medicina (CFM) que reforça a proibição da sua prática por médicos, pois tem recebido questionamentos e denúncias de pessoas leigas utilizando e divulgando a técnica.”. Aí está um grande mal que o CFM faz aos brasileiros, proibir e ainda por cima reforçar a proibição da prática pelos médicos. Uma agressão à arte de curar, conforme já foi dito pelo eminente médico Francisco Rodrigues. Quanto aos questionamentos e denúncias que diz ter recebido de que pessoas leigas utilizam e divulgam a técnica, por tratar-se de órgão de interesse público, deveria publicar as referidas denúncias e os questionamentos, numa atitude de transparência que é indispensável em questão de tamanha responsabilidade. Mais uma vez, na sua curta mensagem a internauta mostrou como o CFM trata de forma estranha os interesses dos cidadãos brasileiros.

A matéria do Portal Médico explica que “A auto-hemoterapia consiste em retirar sangue de uma veia e aplicar no músculo da própria pessoa como forma de tratar algumas doenças.” E repete que “Em 2007, o CFM emitiu o Parecer nº 12, ainda vigente, informando que “não existem estudos relativos à auto-hemoterapia desde a sua proposição como recurso terapêutico” e que “não há evidência científica disponível que permita a sua utilização em seres humanos”. Aqui as afirmações estão longe da verdade e mostra desconhecimento ou má fé do próprio Portal Médico. Primeiro, porque o próprio Parecer nº 12 cita trabalhos que tratam do assunto e trazem comprovações. Segundo, porque o próprio CFM foi obrigado, por reclamações dos próprios médicos anestesistas, a permitir a auto-hemoterapia na forma de Tampão Sanguíneo Peridural –TSP e declarou no seu próprio jornal que a técnica tem ampla comprovação científica. Além do que nada reclama do uso da auto-hemoterapia em forma de Plasma Rico em Plaquetas – PRP, que recupera atletas com rapidez e é usada na medicina esportiva. Some-se a isso o uso em estética e os incontáveis depoimentos de usuários no facebook do próprio CFM.

Diz ainda a matéria que “A opinião é compartilhada pela Associação Brasileira de Hematologia e Hemoterapia (ABHH) que em seu site divulga que a “auto-hemoterapia é adotada por leigos e é desaconselhada por, além de não ter nenhum benefício comprovado no campo da ciência, poder apresentar inúmeros riscos à saúde”. Mais uma formulação que chega a ser irrisória, pois já está bem claro que a ABHH nunca apresentou nada além dessas afirmações vulgares que deviam envergonhar os médicos, cientistas e pesquisadores brasileiros.

Por fim, a matéria diz que “Pelo perigo e inconsistência científica, a auto-hemoterapia não pode ser usada pelos médicos”. Voltamos a perguntar: que perigo? Que inconsistência científica? A inconsistência é do próprio CFM, que devia estar preocupado com a pesquisa da auto-hemoterapia, a fim de garantir a saúde da população. Concluindo, a matéria do Portal Médico diz que “Os médicos que a praticarem poderão sofrer penalidades que podem chegar ao registro profissional cassado”, informando tratar-se de afirmação do corregedor do CFM, José Fernando Maia Vinagre.

Essa postagem do Portal Médico findou transformando-se no que pode ser caracterizada como uma verdadeira bazófia. Basta dar uma olhada na postagem e avaliar quem está completamente fora da realidade: o CFM ou os usuários da auto-hemoterapia, que estão resolvendo seus problemas de saúde e aumentando a sua imunidade com o uso daquela técnica. O link é este que mostramos a seguir:
https://www.facebook.com/conselhofederaldemedicina/photos/a.1419721984936536.1073741828.1419429351632466/1574828326092567/?type=1&theater

Aliás, passados quase oito anos da publicação do famigerado Parecer nº 12, já é hora do Conselho Federal de Medicina – CFM, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária – Anvisa e demais órgãos interessados, inclusive Ordem dos Advogados do Brasil, Ministério Público Federal trazer esse assunto para discussão e finalmente ouvir os verdadeiros interessados: a população brasileira.

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: