HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

Auto-Hemoterapia e os antibióticos (LXXXIX)

fleming89
por Walter Medeiros

“Efeito placebo não influencia animais”
Texto: Jorge Martins Cardoso (Médico)

A luta contra a debilitante poliomielite (paralisia infantil) continua. Ainda sobre a pólio: parece que governantes, governos e organizações não governamentais (ONGs), não estão muito interessados em erradicar a poliomielite da face da terra. A luta a favor da simples, barata e inofensiva AHT (auto-hemoterapia) também continua.

Ainda sobre a AHT: a auto-hemoterapia era e ainda é usada corriqueiramente em medicina veterinária. Uma prova disso é que recentemente, mais precisamente no dia 25 de dezembro de 2011, – um belo dia de domingo, – a Rede Globo de Televisão, através do programa “Globo Rural”, apresentou ao público brasileiro um professor e médico veterinário realizando a auto-hemoterapia em uma vaca, no município de Coronel Pacheco, estado de Minas Gerais.

Ainda sobre a “placebenta” AHT: os leitores poderão assistir ao referido vídeo em http://video.globo.com/Videos/Player/Noticias/0,,GIM1742920-7823-
COMO+CUIDAR+DE+VERRUGAS+QUE+APARECE …. (1).

Assim sendo, podemos continuar afirmando que não existe o chamado efeito placebo na auto-hemoterapia, o que vai totalmente de encontro ao parecer nº 12/2007 do Conselho Federal de Medicina (CFM), que afirma que existe efeito placebo na auto-hemoterapia. (2).

Parece que governantes, governos e organizações não governamentais (ONGs), estão muito interessados em legalizar a prática de tal terapia complementar (AHT) no planeta terra.

1ª versão sobre a gênese da auto-hemoterapia – Há 180 anos – Em 1831, no Jornal de Medicina e Cirurgia Prática, o médico italiano M. MANSIZIO, recomendava como panacéia uma operação que constituiu assunto duma nota apresentada à Academia de Medicina. Consistia em apertar um membro superior como para uma sangria vulgar, abrir em seguida uma veia, colocar aí a cânula duma seringa, de tal maneira que se pudesse fazer correr o sangue, para depois o introduzir de novo na torrente circulatória, continuando durante alguns minutos a operação. M. MANSIZIO utilizou a prática durante dois anos, em duas mil operações semelhantes, e aplicava-as em todos os casos onde as sangrias, as sanguessugas e mais tarde as disenterias tivessem as suas indicações. (3).

DAVID refere-se a JOLIEU, informando que para ele aquela operação não era verdadeiramente a autohemoterapia, mas sim uma auto-transfusão, contudo ela constituiu uma maneira rudimentar de praticar a autohemoterapia. DAVID acrescenta em 1924, que alguns autores têem querido explicar pelo mecanismo da autohemoterapia a ação terapêutica das ventosas secas e neste caso a auto-hemoterapia teria uma origem muito mais remota.

Observa que com efeito o hematoma sub-cutáneo produzido pela aplicação das ventosas é para MOUTIER e RACHET uma auto-hemoterapia sub-cutánea. Assim, estes autores, em apoio de suas afirmações, fizeram análises comparativas do sangue de 7 (sete) doentes tratados por auto-hemoterapia e ventosas secas, encontrando modificações hematológicas perfeitamente paralelas nos dois métodos terapêuticos, consistindo num sindroma hemoclásico e num sindroma leuco-excitante, explicando até a acção terapêutica do processo por esta
hiperleucocitose manifesta. (3).

1ª observação – O autor da 1ª versão sobre a origem da auto-hemoterapia é o advogado e jornalista investigativo WALTER MEDEIROS, (a*) do Rio Grande do Norte. A data mais antiga em que há referência sobre a auto-hemoterapia, segundo o autor, é 1831, – século XIX – e, os estudos sobre a auto-hemoterapia como recurso terapêutico, teriam sido iniciados pelo médico italiano M. MANSIZI. O trabalho do jornalista investigativo encontrase disponível na Rede Mundial de Computadores (internet) com o título “BREVE HISTÓRIA DA AUTOHEMOTERAPIA” (3).

A seguir damos continuidade à sua interessantíssima versão. A auto-hemoterapia foi definida como método terapêutico em 1912, pelo médico francês PAUL RAVAUT, consistindo em injectar debaixo da pele dum doente alguns centímetros cúbicos do seu próprio sangue. RAVAUT descreveu a auto-hemoterapia, sua técnica e indicações pela primeira vez num importante artigo publicado em 1913.

Segundo Dr. LUIZ MOURA (Auto-hemoterapia – http://www.rnsites.com.br/aht_luiz_moura.pdf), em 1911, RAVAUT registrou o modo de tratamento empregado em diversas enfermidades infecciosas, em particular na febre tifóide e em diversas dermatoses. RAVAUT usou a auto-hemoterapia em casos de asma, urticária e estados anafiláticos, conforme Dicionário Enciclopédico de Medicina, T. 1, de L. BRAIER, também citado por Dr. LUIZ MOURA. (3, 4 e 5).

Foi lendo os trabalhos de MAYER e LINSER, na Alemanha, que RAVAUT pensou, modificando-os, lançar a idéia da auto-hemoterapia. Com efeito estes autores tiveram pela primeira vez, em 1911, a idéia de tratar uma doente atingida por herpes gestationis, por injecções de soro de sangue duma mulher grávida sã, porque eles pensavam que a evolução normal da gravidez se fazia à custa na neutralização das toxinas, por formação de antitoxinas
correspondentes. Injetando na doente soro sanguíneo duma mulher grávida sã, MAYER e LINSER esperavam suprir a insuficiência de anti-toxinas e curar assim a herpes gestationis. (3).

SIMPLICIDADE – Mais tarde estes autores substituíram esta hetero-seroterapia pela auto-seroterapia e estenderam as suas indicações aos prurigos, urticárias e eczemas, sendo então que RAVAUT se lembrou de fazer a auto-hemoterapia obtendo os mesmos resultados que os autores alemães, e assim êle preferia injectar o sangue global, porque na fibrina e nos glóbulos poderiam encontrar-se substâncias ou corpos microbianos especiais cuja reabsorção pelo organismo provocasse reações úteis.

Neste artigo se vê quanto a técnica é simples, os seus raros incidentes, as vantagens sobre a auto-seroterapia e como ela é empregada em numerosas afecções da pele, constituindo um processo a escolher nestas dermatoses tão rebeldes a qualquer outro tratamento. (3).

Anteriormente a RAVAUT, já SICARD e OULTMAN tinham realizado em larga escala a auto-hemoterapia, julgando-se até os inventores, motivo porque perante a Sociedade Médica dos Hospitais, em 1912, fizeram uma comunicação contra RAMOND, reclamando para si a prioridade de invenção do método. (3).

Apesar dos trabalhos de RAVAUT e de tão brilhantemente ter posto as suas indicações e a sua técnica, documentando com numerosas observações, o método não é aceito por todos os clínicos, dada a ignorância do seu mecanismo, e ele assim permaneceu num estado latente, até que WIDAL e os seus discípulos ABRAMI e BRISSAUD com choque hemoclásico tentam lançar luz sobre o processo, ao mesmo tempo que estendem as suas indicações, ingressando-o como terapêutica nos capítulos das febres tifóides e da asma. (3).

Com esta nova fase e enquanto as teorias se sucedem, para explicar a ação dos métodos hemoterápicos, o processo entra definitivamente na prática dermatológica e na clínica geral, chegando até ao médico português ALBERTO CARLOS DAVID (b*) (A auto-hemoterapia nas dermatoses – http://www.rnsites.com.br/210_2_FMP_TD_I_01_P.pdf), sendo utilizado sistematicamente na Clínica de Dermatologia do Exmo. Prof. LUÍS VIEGAS e por muitos Exmos Clínicos, como o atestam as observações do seu trabalho e tantas outras que conheceu, que sempre recorrem à auto-hemoterapia, todas as vezes que lhe aparecem doentes em que possa ser aplicada. (3 e 6). (continua).

(a*) – Walter Medeiros – advogado, escritor, jornalista e poeta.
(b*) – Dr. Alberto Carlos David – Médico – Em sua tese de doutoramento de 1924, “A AUTO-HEMOTERAPIA NAS DERMATOSES” ele fala em PROTEINOTERAPIA e em PROTEÍNAS NÃO ESPECÍFICAS, o que veremos mais adiante.

Aracaju, 08 de janeiro de 2012.

Jorge Martins Cardoso – Médico – CRM 573.

Fontes: (1) – Programa “Globo Rural” – Rede Globo de Televisão – 25 de dezembro de 2011 – Duração: 2 minutos e 33 segundos. (2) – Parecer CFM nº 12/2007 na íntegra – Interessado: Agência Nacional de Vigilância Sanitária – ANVISA – Assunto: Auto-hemoterapia – Relator: Dr. Munir Massud – (35 páginas). (3) – Rede Mundial de Computadores (Internet) – Google – BREVE HISTÓRIA DA AUTO-HEMOTERAPIA – Walter Medeiros. (4) -http://www.rnsites.com.br/aht_luiz_moura.pdf – Dr. Luiz Moura. (5) – DVD/2004 – Entrevistado: Dr. Luiz Moura – Duração: 2 horas e 37 minutos. (6) -http://www.rnsites.com.br/210_2_FMP_TD_I_01_P.pdf – 1924 – Imprensa Nacional – Dr. Alberto Carlos David – Faculdade de Medicina do Pôrto – (93 páginas).


#medicina #saúde #enfermagem #tratamento #terapia #hemoterapia #autohemoterapia #sus #opas #oms #deputados #senadores #sre #fosfoetanolamina #pesquisa #teoria #tese #guatemala #experimentos #dengue #mosquito #zika #virus #microcefalia

Auto-Hemoterapia e os antibióticos – I – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/844686498983603/
Auto-Hemoterapia e os antibióticos – II – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/845057435613176/
Auto-Hemoterapia e os antibióticos – III – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/845474032238183/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – IV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/845873625531557/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – V – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/846255108826742/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – VI – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/846643988787854/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – VII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/847117532073833/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – VIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/847423832043203/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – IX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/847768768675376/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – X – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/848251258627127/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XI – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/848754801910106/?notif_t=like
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/849100718542181/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/849467971838789/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XIV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/849851941800392/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/850263921759194/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XVI –
https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/850687268383526/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XVII –
https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/851141688338084/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XVIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/851546541630932/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XIX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/851932764925643/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/852301721555414/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXI – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/852695198182733/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/853087788143474/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/853500581435528/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXIV –
https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/853889421396644/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/854308581354728/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/854736871311899/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXI – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/855116571273929/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/855519154567004/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/855957601189826/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXIV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/856264471159139/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/856662171119369/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXVI – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/857159344402985/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXVII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/857538944365025/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXVIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/857923240993262/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXIX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/858363227615930/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/858854980900088/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXXI – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/859256600859926/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXXII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/859710167481236/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXXIII – – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/860066204112299/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXXIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/860449984073921/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – XXXXIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/860844117367841/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LIV – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/861267853992134/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/862197480565838/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LXII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/862599337192319/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LXIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/863105133808406/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LXXVIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/863951947057058/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LXXXIII – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/864399400345646/
Auto-hemoterapia e os antibióticos – LXXXIX – https://www.facebook.com/groups/autohemoterapiatrataecura/permalink/864896353629284/

 

No comments yet»

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: