HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

Arquivo de março, 2016

Primeira BONECA

x20160324_113724

NÃO! Eu não serei nem um segundo hipócrita em dizer o quanto estou FELIZ agora! Ainda falta MUITO, muito mesmo, mas sei que um ciclo se fechou e agora começa outro na realização da produção e divulgação. Tais como este só existem 2 exemplares no mundo todo, por isso desde o começo achei que esse seria meu legado à humanidade quando eu me for. A CURA não existe para mim, mas quem sabe minha tataraneta não precise trilhar os mesmos caminhos tortuosos que tive! Tenho em mãos o primeiríssimo protótipo do meu livro, que levei dois anos escrevendo, diga-se de passagem…

São 124 páginas de uma auto biografia retratando a convivência com as enfermidades raras, auto imunes e sem cura, seus aspectos clínicos, físicos, psicológicos, psiquiátricos, consequências e sequelas… Espero em breve poder estar disponibilizando para o público! =) Tinha que dividir esta alegria com vcs! Aliás, devo isto também a ela, Ivy Micheli. Minha gratidão eterna tia! Minha primeira mentora no sentido de me mostrar a responsabilidade de se extrair o BEM de todo o MAL!

Artigo de Ida Zaslavsky

Rio_2012_Dr_Moura_Dra_Vera_Ida

Autohemoterapia
Artigo de Ida Zaslavsky publicado no porta do STF.pdf · versão 1

pdf-download-icon

Auto-Hemo previne contra o vírus ZIKA

a-importancia-da-politica-nacional-de-combate-a-dengue--chikungunya-e-zika-

Depoimento de uma usuária:

Pillar Violeta – RELATO ZIKA:

01/02-2.feira – fui picada pelo aedes aegypit num quiosque de plantas e flores (evitem), na praça próxima a minha casa; 02/02-3.feira – muito sono (atípico);

03/02-4.feira – 1 única febre de 38 que passou com apenas 1 comp. de dipirona e não voltou mais, apareceu uma afta, que sumiu no dia seguinte; somente no dia

07/02-DOMINGO – amanheci com placas vermelhas no rosto e colo, e poucas bolinhas, exame de sangue com plaquetas normais, que descartou a dengue;

08/02-2.feira – o rosto clareou, o colo continuou vermelho e as bolinhas se espalharam pelos braços (coceira suave), olhos um pouco vermelhos (usei colírio lubrificante);

09/02-3.feira – o colo melhorou e as bolinhas se estenderam também às pernas (coceira suave), pequeno inchaço nas articulações dos dedos das mãos e pés, sem dor;

10/02-4.feira – o colo e os braços melhoraram e as bolinhas nas pernas continuaram (coceira suave), dedos das mãos e pés seguiram inchados;

11/02-5.feira –melhora relevante de tudo. O período de manifestação efetiva foi de 5 dias, mantive o repouso que qualquer doença requer, e atribuo a passagem tranquila à imunidade em dia com a AHT, que faço há 5 anos. Assim foi a minha experiência com o vírus.

No dia 15/02-2.feira, viajei, e na cidade onde estou, encontrei no dia seguinte, um aplicador excelente, graças a Deus. Que Deus tenha misericórdia da humanidade, do nosso planeta.

Fonte:
facebook/Ida Zaslavsky

%d blogueiros gostam disto: