HSSuffer: Hidradenitis Suppurativa, Ictiose, Auto-Hemoterapia, Disordens Cutâneas, Doenças Raras e Auto-Imunes

Hidosadenite Supurativa, Ictiose, Doenças Raras, Auto-Hemoterapia e tratamentos na Medicina Alternativa abordando aspectos Psicológicos e sequelas que envolvem seus portadores

Arquivo para março, 2020

AUTO-HEMOTERAPIA USADA NO COMBATE A VÍRUS.

A auto-hemoterapia foi usada na década de 1910 como forma de combate à gripe espanhola. A informação está citada em artigo científico intitulado “Ciências da cura: Debates, Embates, Educação popular no final dos anos 1910” de Liane Maria Bertucci – Universidade Federal do Paraná.

Leia o artigo completo AUTO-HEMOTERAPIA USADA NO COMBATE A VÍRUS NO BRASIL DESDE A DÉCADA DE 1910.

Veja também Relatos da Auto-hemoterapia em casos de Gripes, Verrugas, Vírus HPV, Dengue, Zyka Vírus, Chikungunya e Síndrome de Guillain-Barré.

Na página de relatos, veja a mensagem de Luiz Fernando Sarmento, produtor da entrevista sobre a auto-hemoterapia:

Conversei informalmente com Dr. Luiz Moura e ele me explicou:
Dengue é um vírus.
Do que entendi, não existe nada específico para combater vírus, a não ser vacinas preventivas.
Antibióticos combatem micróbios, vírus não.
Antibióticos não curam dengue.
O que vence o vírus é o sistema imunológico da própria pessoa.
Assim, ativar o sistema imunológico ajuda a pessoa a recuperar da dengue.
Auto-hemoterapia ativa o sistema imunológico e pode ajudar a pessoa a recuperar da dengue mais facilmente.

Os vários relatos da página confirmam estas informações. Algumas pessoas mesmo fazendo auto-hemoterapia contraíram dengue, porém tiveram uma recuperação muito mais rápida, e tiveram sintomas bem mais amenizados do que pessoas que não fazem. Já outras pessoas relatam que mesmo expostas em áreas de risco e mais afetadas, não tiveram dengue nem zyka e outros.

Em Medicina Veterinária, veja os Relatos de Casos e Estudos da Auto-hemoterapia em casos de Papiloma Vírus e também em Parvovírus. Vários destes estão publicados no blog Auto-Hemoterapia por Doutor Luiz Moura.

Auto-Hemoterapia. Contribuição para a Saúde. Conversa com Dr. Luiz Moura.

Início do Primeiro Capítulo:

O que é a Auto-hemoterapia?

É uma técnica simples, em que, mediante a retirada de sangue da veia e a aplicação no músculo, ela estimula um aumento dos macrófagos, que são, vamos dizer, a Comlurb (Companhia de Limpeza Urbana) do organismo.

Os macrófagos é que fazem a limpeza de tudo. Eliminam as bactérias, os vírus, as células cancerosas, que se chamam neoplásicas. Fazem uma limpeza total, eliminam inclusive a fibrina, que é o sangue coagulado. Ocorre esse aumento de produção de macrófagos pela medula óssea porque o sangue no músculo funciona como um corpo estranho a ser rejeitado pelo Sistema Retículo Endotelial (SRE). Enquanto houver sangue no músculo o Sistema Retículo Endotelial está sendo ativado. E só termina essa ativação máxima ao fim de cinco dias.

E também no Capítulo: Surtos epidêmicos e auto-hemoterapia?

Nisso funcionaria, aí seria de grande valor, de uma economia enorme. Porque as pessoas que estivessem já atacadas por um desses males, elas teriam a sua recuperação mais acelerada. Seria menos tempo de doença, porque quem cura realmente é o Sistema Imunológico, não é antibiótico que cura. O antibiótico é apenas bacteriostático, só faz evitar a reprodução dos micróbios, mas quem termina de curar a infecção é o nosso próprio Sistema Imunológico. Então, isso seria no caso, uma ação da auto-hemoterapia.

As pessoas que ainda não se contaminaram, se estivessem sob a ação da auto-hemoterapia e com o seu Sistema Imunológico ativado, não teriam a doença, evitando que a doença se espalhasse em número maior de pessoas. Um detalhe importante: quando a doença vai se repicando de uma pessoa a outra, o micróbio ou o vírus se torna cada vez mais ativo e mais virulento. É como um exercício que ele faz, se tornando mais violento.

AUTO-HEMOTERAPIA UMA TÉCNICA ABSOLUTAMENTE INOCENTE. NÃO HÁ O MENOR RISCO NESTE TRATAMENTO.

O médico Dr. Luiz Moura fez uso da auto-hemoterapia, em si mesmo e em seus pacientes, desde 1943. E com sua vasta experiência com a terapia ele disse no capítulo – Dosagem da auto-hemoterapia:

“Como eu tenho certeza de que é uma técnica absolutamente inocente, que nenhum mal faz para a pessoa, nunca vi nenhum problema. Uma injeção de penicilina pode dar um choque anafilático, mas o próprio sangue não dá choque anafilático em ninguém, não há o menor risco nesse tratamento. Nunca vi nenhum abscesso, nenhuma contaminação. Como estimula o Sistema Imunológico – e deve ser aplicada nas melhores condições de higiene -, se for mal aplicada dificilmente vai haver uma infecção, porque o Sistema Imunológico está aguerrido, está quadruplicado. Já vi sim, pacientes que não podem ver sangue e, quando vão tomar injeção, desmaiam. Mas aí é problema emocional, não tem nada a ver com a auto-hemoterapia.”

Assista a entrevista completa neste canal do Youtube ou leia a transcrição no blog: Auto-Hemoterapia por Doutor Luiz Moura. Artigos, Publicações, Casos Documentados e Relatos sobre a terapia centenária Auto-hemoterapia (AHT).

E veja também:

Dr. Moura afirma que foi o professor Jésse Teixeira que provou que o (Sistema Retículo-Endotelial) S.R.E. era ativado pela auto-hemoterapia, em seu trabalho “Complicações Pulmonares Pós-Operatórias – Autohemotransfusão”, publicado e premiado em 1940 na Revista Brasil – Cirúrgico, no mês de Março.

Na postagem do blog estão os links dos textos citados neste vídeo.

%d blogueiros gostam disto: